sexta-feira, 23 de Novembro de 2007

"Leões e Cordeiros", ferida viva dos EUA

Cartaz de divulgação do filme

Reprodução

Em cartaz nos cinemas de todo o país, Leões e Cordeiros (Lions for Lambs, 2007) é mais um filme estadunidense a fazer coro às críticas mundiais contra a postura agressiva e belicista dos EUA, em especial à sua política externa. A diferença é que, nesse filme, temos um autêntico "filme de mercado" (ou blockbuster, como a indústria cinematográfica gosta de chamar), muito por causa do famoso elenco e da direção de Robert Redford.

Quanto ao elenco, que conta com o próprio Redford, temos participações de Michael Peña (Crash, no limite e Torres Gêmeas), primeiro como estudante e depois como soldado, e Tom Cruise (Nascido em 4 de Julho), no papel de um senador republicano defensor contumaz da "guerra ao terror", num papel que, diga-se de passagem, lhe cai bem até demais, por sua cara limpa e cínica de aríete dos poderosos. Além deles, paira sobre toda a película a atuação magnífica da grande Meryl Streep, como não podia deixar de ser, ela que verdadeiramente ilumina a cena com sua interpretação segura, livre de clichês, trazendo à tona o interessante papel de uma experiente repórter que vai ao encontro do senador republicano quando este a chama para uma entrevista exclusiva.

Ele pretende anunciar uma nova ofensiva no Afeganistão, como solução, ainda segundo o senador, para o atoleiro em que se meteu o seu país. O senador, cujo relacionamento profissional com a referida repórter data de uma matéria dela apontando-o como o futuro do partido republicano, deseja convencê-la não só a informar a nova ofensiva, mas sim a defendê-la cegamente. Segundo ele, em palavras que não deixam dúvidas sobre sua visão, "estamos no mesmo time, você (imprensa) e eu (governo)... nós tivemos o seu apoio irrestrito... vocês não podem nos faltar agora".

Acontece que a repórter sente o cheiro de queimado no ar quando vê várias semelhanças inequívocas com a Guerra do Vietnã, na qual ela começou a sua carreira como repórter, e decide, surpreendentemente, se opor à matéria pré-pronta, colocando seu ponto de vista contrário. Seu editor, pragmático, diz com todas as letras: "sua visão nunca verá a luz do dia", numa lufada de reacionarismo tão em voga na grande mídia.

Leões e Cordeiros merece ser visto não apenas pela presença sem igual de Meryl Streep, mas também pela talentosa direção de Robert Redford, muito mais conhecido como ator de renome que é. Destaque para a cena de abertura, uma bela sucessão de quadros entrecortados mostrando a realidade dos personagens principais, e a cena clímax do filme, cujo toque sutil ameniza a dura realidade de guerra e morte em que estão os combatentes no Afeganistão.

A lamentar, aliás como quase sempre em se tratando de filmes estadunidenses, a rasa interpretação política, cega mesmo. O velho chavão do "temos de fazer alguma coisa" surge com força no papel do professor (Robert Redford), que luta para motivar um relapso, porém talentoso, estudante a "fazer mais". Não pode haver dúvidas sobre as motivações tortuosas do professor quando o vemos bradar ao aluno: "Roma está em chamas, filho!".

Virou ponto pacífico, mesmo nos EUA, comparar todos os revezes atuais, somados ao declínio número um em termos relativos (como bem mostra o historiador Paul Kennedy) dos EUA perante o mundo, como sinais de declínio do "império". Falta avanço nesta análise crucial, em grande medida, porque não há, até agora, vontade real nos filmes de atacar as causas dos problemas da nação mais poderosa do planeta, numa batalha quixotesca, e por isso mesmo fadada ao fracasso, contra, tão somente, as conseqüências nefastas de suas políticas imperialistas.


FICHA TÉCNICA:
Título Original: Lions for Lambs
Gênero: Drama
Ano de Lançamento: 2007 (EUA)
Direção: Robert Redford
Roteiro: Matthew Michael Carnahan
Montagem: Joe Hutshing
Produção: Matthew Michael Carnahan, Tracy Falco, Andrew Hauptman e Robert Redford
Música: Mark Isham
Fotografia: Philippe Rousselot
Direção de Arte: François Audouy
Figurino: Mary Zophres
Elenco: Robert Redford (Dr. Stephen Malley), Meryl Streep (Janine Roth), Tom Cruise (Senador Jasper Irving), Peter Berg (Wirey Pink), Michael Peña (Ernest), Derek Luke (Arian), Andrew Garfield (Todd), Louise Linton (Srta M.), Tracy Dali (Entourage)

  • Visite o site oficial do filme
  • ÚLTIMAS NOTÍCIAS
     

    JORNAL

    OPINIÃO

    SOCIALISTA

    Uma voz de esquerda operária e socialista

    GALERIAS DE FOTOS

    Sede nacional:

    Avenida Nove de Julho, 925

    Bela Vista - São Paulo - SP

    Metrô Anhangabaú

    CEP 01313-000

    (11) 5581.5776

    São Paulo - Centro - SP

    Rua Florêncio de Abreu, 248

    (11) 3313.5604

    saopaulo@pstu.org.br

    http://pstupaulista.blogspot.com.br/

    Rio de Janeiro - RJ

    Rua da Lapa, 180

    (21) 2232.9458

    riodejaneiro@pstu.org.br

    rio.pstu.org.br

    Belém - PA

    Travessa Curuzu, n° 1995 - Altos

    (91) 3226.6825

    belem@pstu.org.br

    blogpstupa.blogspot.com.br

    São Paulo - Zona Sul - SP

    Rua Julio Verne, 28

    (11) 5523.8440

    pstu.dasul@ymail.com

    Rio de Janeiro - Madureira - RJ

    Av. Ministro Edgar Romero, 584/302

    riodejaneiro@pstu.org.br

    rio.pstu.org.br

    Natal - RN

    Letícia Cerqueira, 23

    (84) 2020.1290

    natal@pstu.org.br

    psturn.blogspot.com

    São Paulo - Zona Leste - SP

    Rua Henrique de Paula França, 136

    (11) 99150.3515

    saopaulo@pstu.org.br

    Belo Horizonte - MG

    Edifício Vera Cruz, Rua dos Goitacazes 103, sala 2001.

    bh@pstu.org.br

    minas.pstu.org.br

    Fortaleza - CE

    Rua Juvenal Galeno, 710

    (85) 3044.0056

    fortaleza@pstu.org.br

    São Paulo - Zona Oeste - SP

    Rua Alves Branco, 65

    (11) 98195.6893

    saopaulo@pstu.org.br

    Porto Alegre - RS

    Rua General Portinho, 243

    (51) 3024.3486 e 3024.3409

    portoalegre@pstu.org.br

    pstugaucho.blogspot.com

    Aracaju - SE

    Av. Gasoduto, 1538-b

    (79) 3251.3530

    aracaju@pstu.org.br

    pstusergipe.com.br/

    Mais sedes...